KART: Campeões Gaúchos 2015

Com um número de inscritos um pouco abaixo das expectativas, mas com muitas disputas, o Campeonato Gaúcho foi realizado entre os dias 27 e 29 de novembro em Farroupilha. Foram 55 pilotos, ainda assim um bom número, dentre eles alguns catarinenses, que lutavam pelo título do mais importante evento do kartismo do Rio Grande do Sul e também por uma vaga na Copa das Federações.

Com uma formatação diferente dos anos anteriores – e diferente da maioria dos campeonatos disputados no Brasil –, o Gaúcho deste ano foi realizado em três baterias, sendo as duas primeiras com pontuação simples e a terceira oferecendo 50% de pontos a mais. Além disso, o pior resultado deveria ser descartado para a definição dos campeões, sistema que agradou a maioria dos competidores.

Os principais destaques ficaram para a Cadete e Mirim e para a Super F4, responsáveis pelos maiores grids do evento. Na base, as duas categorias reuniram 13 competidores e o título da Mirim ficou com o catarinense Gabriel Moura, seguido por Luís Eduardo Rodrigues e Cauê Oliveira. Rodrigues venceu as duas primeiras provas, mas o título foi decidido na terceira prova, vencida por Moura.

Ao contrário da Mirim, a Cadete teve um campeão “invicto”. Henrique Vieira venceu as três baterias e comemorou mais uma conquista, seguido por Bernardo Cardoso e Arthur Gama, que junto com Gustavo Pegoraro, o 4º, confirmam cada vez mais serem as boas revelações – ou confirmações – do ano na categoria.

A Super F4, que chegava com a proposta de reafirmar a utilização de motores próprios, reuniu 14 competidores e foi dividida internamente em três categorias. Representante de Bagé, Cristofer Silveira chegou “causando” e, em sua estreia em Farroupilha, foi regular nas duas primeiras provas e venceu a última, a mais valiosa, garantindo o título da Graduados e superando Gabriel Robe, destaque no Brasileiro de Turismo, e Pedro Trevisol, um dos principais favoritos.

George Ibañez venceu as três baterias da Super F4 Super Sênior e, invicto, confirmou a conquista de seu primeiro Gaúcho depois de dois vices. Carlos Izkovitz e Roberto Busse fecharam o pódio, em 2º e 3º.

Luciano Tavares, campeão sul-brasileiro, foi o melhor na Super F4 Sênior, garantindo o título com três vitórias e a invencibilidade em sua divisão. Felipe Betti, com três segundos lugares, foi o vice-campeão, seguido por Rafael Bassani. Tavares foi também o principal destaque da categoria ao vencer as três baterias na geral e garantir o troféu de campeão na Super F4.

A Fireball teve dois campeões, já que a categoria teve duas divisões internas. Carlos Alberto Duarte foi dominador e venceu as três provas da Fireball, garantindo o título com cinco pontos de vantagem para Sérgio Schunck, o vice e também piloto de Vacaria. Cleiton Zimmermann, campeão sul-brasileiro na Sênior B, foi o terceiro, fechando o pódio.

Alessandro Clezar teve mais trabalho para chegar ao título de campeão gaúcho da Fireball Sênior. Terceiro e 2º nas duas primeiras corridas, ele garantiu a conquista com apenas uma vitória, exatamente na última, a que oferecia mais pontos. Cezar Cauduro, que venceu as duas primeiras, foi o vice, seguido por Paulo Cesar Eusébio, o 3º.

Vencedor do Regional da Serra, Augusto Rotta foi outro campeão invicto em Farroupilha. Ele venceu as três provas de sua categoria, garantindo mais um título na carreira. João Pedro Bortoluzzi, de Chapecó (SC), estreou bem em Farroupilha e foi o vice-campeão. Gabriel Pires, no critério de desempate, foi o terceiro, superando Arthur Cousseau, que somou os mesmos 18 pontos de seu concorrente.

Com promessas de reformulação para 2016, a Tag teve domínio total de Gláucio Sganzerla, vencedor das três baterias. O campeão superou Silvano Fernandes e Jorge Garcez, que garantiram suas posições no pódio, e ainda Roberto Robe e Gabriel Vernieri.

Por fim, a Graduados e a Júnior revelaram seus campeões. Única categoria com três vencedores diferentes, a Graduados teve Fernando Pastro, originalmente piloto Sênior, como campeão. Ele foi segundo nas duas primeiras e venceu a última para superar a “gurizada” e levar o título da categoria mais rápida do evento.

Arthur Vargas, vencedor de duas das três baterias – inclusive a última –, foi o campeão da Júnior, superando Pedro Goulart, primeiro colocado na bateria 2.

Assim, os três primeiros colocados em cada categoria garantiram sua vaga na Copa das Federações, que foi disputada na primeira semana de dezembro no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC).

Confira a pontuação final em cada categoria: CADETE 1 Henrique Vieira – 27,5 pontos 2 Bernardo Cardoso – 21 3 Arthur Gama – 20,5 4 Gustavo Pegoraro – 19,5 5 Jean Vitor Boniatti – 16 6 Antonella Bassani – 12,5 7 João Cardoso Neto – 10 8 Pedro Iturriet – 8,5 9 Otávio Dias – 6,5 10 Lorenzo Jung – 6

MIRIM 1 Gabriel Moura – 25,5 pontos 2 Luís Eduardo Rodrigues – 23 3 Cauê Oliveira – 22,5

SUPER F4 GRADUADOS 1 Cristofer da Silveira – 24,5 pontos 2 Gabriel Robe – 23 3 Pedro Trevisol – 22,5 4 Eduardo Yunes Filho – 19,5

SUPER F4 SÊNIOR 1 Luciano Tavares – 27,5 pontos 2 Felipe Betti – 22,5 3 Rafael Bassani – 20 4 Felipe Cervo – 18,5 5 Henrique Frolich – 15

SUPER F4 SUPER SÊNIOR 1 George Ibañez – 27,5 pontos 2 Carlos Izkovitz – 22,5 3 Roberto Busse – 20 4 Paulo Torino – 17 5 Adriano Nascimento – 16,5

FIREBALL 1 Carlos Duarte – 27,5 pontos 2 Sérgio Schunck – 22,5 3 Cleiton Zimmermann – 19 4 Daniel Claudino – 18,5 5 Daniel Prado – 16,5 6 Joel Grasselli – 15

FIREBALL SÊNIOR 1 Alessandro Clezar – 25,5 pontos 2 Cezar Cauduro – 23 3 Paulo Cesar Eusébio – 22,5

FIREBALL JÚNIOR 1 Augusto Rotta – 27,5 pontos 2 João Pedro Bortoluzzi – 22,5 3 Gabriel Pires – 18 4 Arthur Cousseau – 18 5 Diego Courseuil – 15,5 6 Luiz Otávio Floss – 14,5

TAG SUPER 1 Gláucio Sganzerla – 27,5 pontos 2 Silvano Fernandes – 20 3 Jorge Garcez – 17,5 4 Roberto Robe – 17 5 Gabriel Vernieri – 13,5

GRADUADOS 1 Fernando Pastro – 25,5 pontos 2 André Vollmer – 24,5 3 Bruno Bertoncello – 21,5 4 Rodrigo Gonzalez – 19 5 Rômulo Nascimento – 14,5 6 Renan Busse – 14

JÚNIOR 1 Arthur Vargas – 27,5 pontos 2 Pedro Goulart – 24,5

RESULTADO TODAS CATEGORIAS - prova a prova

Tags:

Revista Digital
COnews#30.png
Logo_PitStop_ ok.jpg

* Jornal PIT STOP foi produzido no Rio Grande do Sul e circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim do Jornal impresso passamos a produzir, a partir de 2017, a Revista digital corridaonlineNEWS, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

Editor e redator corridaonline

 

paulo_torino@yahoo.com.br

Todas Capas
2017-2020

Conheça o artista 

Roberto Muccillo

Logo Corrida_anunario.png

© 2000 - 2018 corridaonline

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now