TESTE: Dentro do Mercedes-AMG GT3 6.3 V-8

Antes de qualquer piloto sentar no Mercedes AMG GT3 o bólido fabricado em Sindelfingen, na Alemanha é enviado para a cidade de Affalterbach (cerca de 50km da fábrica), onde a AMG coloca o carro de corrida dentro das regulamentações da FIA GT3. Todos os painéis da carroceria, incluindo os maciços para-lamas que aumentam a largura do carro entre 4,4 a 80,7 cm, são feitos de plástico reforçado com fibra de carbono. A suspensão é totalmente substituída por novos braços de aço que são fixados na estrutura original. No final, muito pouco do exuberante interior do modelo que é entregue aos consumidores permanece igual.

No cockpit, permanecem intocados as consoles e as aberturas de portas, além da haste do limpador. Os demais componentes são retirados e substituídos por outros, exclusivos dos carros de corrida.

Anualmente, a AMG convida jornalistas especializados para guiar os GT3s. Em março, K.C. COLWELL, da revista CAR AND DRIVE, guiou o carro das fotos em Misano e aqui estão suas impressões após o teste.


Os modelos Mercedes-AMG são vendidos para equipes que pagam cerca de U$ 420.000 R$ 1.500.000,00 (Um milhão e quinhentos mil reais), sem os impostos de importação para colocar esses carros nas suas garagens. Os modelos são equipados com motores V-8 de 6,2 litros aspirados, em vez da unidade turbo de 4.0 litros do modelo de produção. O motor turbo adicionaria um nível de complexidade muito grande a equipe e isso teria um custo adicional a longo prazo", esclarece o engenheiro Thomas Jäger, da AMG. Perguntado sobre a resistência do motor, Jäger respondeu: “O motor é à prova de balas. Recomendamos uma revisão de fábrica a cada 12.750 milhas, (20.400 km), quilometragem média de uma equipe ou a cada duas temporadas em campeonatos na Europa. A caixa de câmbio de seis velocidades desenvolvida em conjunto com a Hewland, exige uma revisão em intervalos de 6200 milhas” (9.920 km), explicou Jäger.

Antes de pilotar o AMG de competição os jornalistas guiaram um modelo de rua GT com 503 HP para se familiarizar com o circuito. De volta aos boxes, era hora de acelerar o verdadeiro GT3.


"Sentado e amarrado no cinto de seis pontas, você sente a pressão da espuma do banco nas suas costas. Antes de dar a partida, a caixa de pedais é ajustada para frente e para trás, conforme a altura das pernas do piloto. Uma vez ajustado, caberá ao segundo piloto se acomodar, trazendo “seu banco adicional” para também alcançar nos pedais.

O assento é fixo, uma exigência do regulamento e os pilotos devem fazer moldes de seus bancos para facilitar a troca de posição durante as corridas. O volante de direção não tem o formato de "roda" - não é redondo e está coberto por botões para dezenas de ajustes durante as corridas. Nos controles da console, incluem ajustes da posição do freio, programação do ABS e controle de tração e luzes de alerta e noturnas.


Há um pedal de embreagem no carro, mas ele não é utilizado durante a corrida, está ali apenas para dar o primeiro movimento no carro. Uma saliência na borda esquerda do pedal de freio impede que o pé esquerdo escorregue e fique preso acidentalmente entre o pedal da embreagem. A mudança de marchas é feita sem a operação da embreagem. As trocas são feitas de forma sequencial para frente e para trás – em forma de socos, de engate rápido.

O V-8 de 6,2 litros é alemão, mas soa como italiano quando atinge a faixa dos 7500 rpm. Com o limitador de entrada de ar de 36 milímetros o carro de corrida possui cerda de 550 cavalos de potência, mas o GT3 parece menos rápido comparado ao modelo de rua turbo, pelo menos inicialmente. A diferença entre o AMG e o carro de rua está no chão, na configuração de molas e amortecedores, que deixam o carro de corrida muito baixo e muito mais rápido, entre as curvas.

Colocado dentro do peso homologado de 1.287 Kg, o GT3 é 400 kg mais leve que o carro de rua. O seu imenso aerofólio começa a operar a partir de 50 km/h, colando a traseira ao chão e o carro é extremamente seguro mesmo no piso molhado. O freio ABS é preciso mas requer algumas voltas para conhecer seus limites, já que o carro aceita desafios para qualquer condição".

Os brasileiros Marcelo Hahn e Allam Khodair venceram na categoria PROAM a prova de abertura do GTOPEN guiando o Mercedes AMG GT3 #16, no Estoril em Portugal, dia 15 abril.

Festa da equipe espanhola Drivex School para Allam e Marcelo Hahn no Estoril.

PIT STOP  EDIÇÃO DIGITAL
maio/2021
PitStop#32.png
REVISTAS -  Capas
2017-2021
Logo_PitStop_ ok.jpg

Jornal PIT STOP produzido no Rio Grande do Sul onde circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim da edição passamos a produzir a partir de 2017 a Revista NEWS / Jornal PIT STOP digital, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

 

Redação e edição: Paulo Torino 

paulo_torino@yahoo.com.br

Mercedes 300SEL AMG #35_Red Sow_SPA 1971

Conheça o artista 

Roberto Muccillo