12 HORAS TARUMÃ: Será um retorno ao passado

 

Está esclarecido – Em entrevista ao site da FGA, o novo presidente do Automóvel Clube do Rio Grande do Sul, Rodrigo Machado, explicou como será a 39ª 12 Horas de Tarumã.

 

Só disputarão a prova neste ano os carros do Gaúcho de Marcas. Nos últimos anos, o grid das 12 Horas foi diminuindo bastante. Em 2018, tivemos menos de vinte carros. Para o Clube, é ruim, pois arrecada menos, tanto em bilheteria quanto em inscrições das equipes. Para o público, é péssimo, pois acaba vendo poucas disputas na pista. Este ano, procuramos inovar, criando um regulamento mais acessível, com aumento de carros no grid. Já temos mais de quarenta inscritos, e a tendência é de que fique em torno de cinquenta até a semana da prova (a corrida está prevista para a meia-noite do dia 14 de dezembro). O regulamento e os carros serão do Gaúcho de Marcas, sem a presença dos protótipos, que acabaram dominando a corrida nas duas últimas décadas, mas também desvirtuaram a tradição das 12 Horas”.

 

Então, a tendência é de que os protótipos não voltem?

 

Machado – “Neste ano, é certo que não. Se tudo ocorrer como esperamos para a edição do próximo mês, a tendência é de que o formato permaneça. Sem os protótipos, a participação dos pilotos e das equipes é financeiramente mais viável, além da disputada dentro da pista ser mais parelha. Nosso automobilismo é mais amador, o pessoal traz um mecânico amigo, procura equalizar da melhor forma. Estamos sentindo falta também do grande público, dos churrascos feitos entre famílias e amigos nas dependências do autódromo durante as doze horas da prova. Os protótipos são muito profissionais, muito caros, com profissionais capacitados para mexerem neles. Enfim, ficava muito distante da nossa realidade”.

 

 

12 HORAS & ROCK AND ROLL 1986 - MAIOR PÚBLICO DA HISTÓRIA

 

 

Também em 14 de dezembro de 1986, o Autódromo de Tarumã recebeu o seu maior público na história das 12 Horas. Além da corrida, só com carros do Marcas & Pilotos, o Clube promoveu um show musical com patrocínio da Coca-Cola e mais de 20 mil pessoas estiveram em Viamão.

Um grande palco foi montado em frente ao Restaurante Tala Larga e durante parte da madrugada, bandas gaúchas de Rock tocaram para o público. No amanhecer, o conjunto nativista Os Farrapos acordou os torcedores em Tarumã.

 Roberto Muccillo e Bebeto Alves no ensaio para o grande show (Foto: Paulo Torino) 

 

 

A vitória naquele ano foi do Passat#6 de Anor Friedrich/Serge Buchrieser/Waldir Buneder, após 490 voltas. Em segundo, João Sant’Anna/Luiz Kuenzer/Eduardo Fagundes, Fiat Uno #37, 487 voltas. O pódio foi completado com o trio Amedeo Ferri/César Ramos/Rogério Dias com Chevette #47, 485 voltas. Trinta e dois carros participaram daquela 7ª Edição da prova.

 

 

 

 

 

 

Rodrigo Machado, de 39 anos é engenheiro mecânico e piloto da categoria Superturismo. Trabalhará com Arthur Caleffi como vice de Finanças e Paulo Hoerlle como vice de Patrimônio.

 

A corrida de 2019 será transmitida AO VIVO no canal exclusivo do Youtube

 

 

 

 

 

 

 

Fonte e Foto: FGA

Please reload

C0News#25.png
Jornal PIT STOP

* Jornal de automobilismo produzido no Rio Grande do Sul. Circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim do Jornal impresso, passamos a produzir, a partir de 2017, a Revista digital corridaonlineNEWS, publicada aqui no site mensalmente.

Editor: paulo_torino@yahoo.com,br

Revista digital
todas as capas

conheça o artista 

ROBERTO MUCCILLO

© 2000 - 2018 corridaonline

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now