Conosci i campioni: Ascari


O bicampeão Alberto Ascari foi o terceiro piloto que ergueu a taça do campeonato mundial de Fórmula 1. Venceu em 1952 e 1953, mas sua carreira durou apenas cinco anos, repleta de resultados e um trágico final.


Nascido em Milão, Alberto era filho de Antonio Ascari, um dos grandes pilotos do período entre guerras, que perdeu a vida no circuito de Monthléry, em 1926, enquanto liderava a corrida. Alberto tinha 7 anos na época. Em 1937, ele começou a correr de motocicleta antes de passar para as quatro rodas em 1940 no Mille Miglia. Enzo Ferrari foi companheiro de equipe de seu pai, e contratou Alberto para dirigir um dos Auto Avio Construzioni.


Ele fez sua estreia no Grand Prix em 1947 com Maserati, vencendo o Grande Prêmio de Modene. Em 1948 ele venceu o Grande Prêmio de San Remo e ganhou mais três corridas em 1949.


Na primeira temporada do Campeonato Mundial, a Ferrari preferiu correr em Mônaco pois o prêmio de largada era maior que em Silverstone, assim, Ascari começou em Mônaco. Escapando de um enorme engavetamento que eliminou nove carros, Ascari terminou em segundo lugar, um lugar que ele novamente ocupou em Monza. O italiano terminaria a temporada de estreia em quinto lugar no mundial.

Em 1951, as Ferraris começaram a levar a vantagem sobre a Alfa Romeo. Após dois segundos lugares, Ascari conquistou sua primeira vitória sobre o Nurburgring, e seguiu com uma segunda vitória na corrida seguinte em Monza, e se colocou como candidato ao título. A última rodada acontece nas ruas de Barcelona. Ele conquistou a pole position, mas logo nas primeiras voltas perde rendimento e cai para o quarto lugar. Uma má escolha de pneus custou o título. Foi vice-campeão atrás de Fangio.


Em 1952, Fangio foi vítima de um acidente violento e não pode correr. Ascari não participa da primeira etapa na Suíça, para correr as 500 Milhas. A vontade de vencer nos Estados Unidos é frustrada e se torna uma grande decepção. Com o décimo nono lugar no grid, ele desiste depois de quarenta voltas.

Ferrari Indy 500 - 1952


De volta à Europa, a Ascari venceu os últimos seis GPs do campeonato, alcançando a pontuação perfeita no final da temporada: 36 pontos de 36 pontos possíveis, com um impressionante total de 53,5 pontos como campeão.

Em 1953, Ascari continuou sua boa sequência vencendo os três primeiros GPs na Europa, conseguindo uma sequência de sete vitórias consecutivas (nove no total) e terminou a temporada como bicampeão com 34,5 pontos de 36 possíveis.

Em 1954, Ascari assinou com o Lancia, mas teve que pilotar com um Maserati e Ferrari antes do carro ficar pronto. Ele só corre quatro GPs e marca apenas 1,14 pontos. Sua única satisfação será, em 2 de maio, quando vence o Mille Miglia com Lancia.


Em 1955, o Lancia D50 era competitivo, e Alberto corre doze voltas na primeira etapa em primeiro. Em maio, no GP de Mônaco, Ascari é vítima de um acidente inusitado: na 81ª volta, seu carro mergulha no mar Mediterrâneo. O piloto é salvo pelos mergulhadores só com alguns hematomas.



Mas quatro dias depois, Alberto não terá a mesma sorte. Em Monza, ele encontra a morte testando um esporte Ferrari 750 esporte, que deveria ser compartilhado com Eugenio Castellotti no domingo seguinte. Assim como seu pai, ele morreu aos 36 anos, também na mesma data 26, como o pai.

Ferrari 750 e seu pai Antonio



Fonte: STATSF1

Pesquisa: Paulo Torino

PIT STOP  EDIÇÃO DIGITAL
maio/2021
PitStop#32.png
REVISTAS -  Capas
2017-2021
Logo_PitStop_ ok.jpg

Jornal PIT STOP produzido no Rio Grande do Sul onde circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim da edição passamos a produzir a partir de 2017 a Revista NEWS / Jornal PIT STOP digital, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

 

Redação e edição: Paulo Torino 

paulo_torino@yahoo.com.br

Mercedes 300SEL AMG #35_Red Sow_SPA 1971

Conheça o artista 

Roberto Muccillo