DAKAR: 7ª ETAPA

Ha'il > Sakaka

Domingo, 10 janeiro

Deslocamento> 284 km - cronometrado> 453 km – Total 737 km


MOTOS 101 (88 partiram)

VITÓRIA #1 (USA) RICKY BRABEC MONSTER ENERGY HONDA

DIFERENÇA DO CHILENO #4 PARA O AUSTRALIANO #3 É DE 1 MILÉSSIMO

Classificação Geral:



CARROS 64 (56 partiram)


Al Rajhi Yazeed (sau), Von Zitzewitz Dirk (deu)eu), Toyota

#303 VOARAM PARA A PRIMEIRA VITÓRIA


Classificação Geral


QUADRI 16 (14 partiram)

ARGENTINO MANUEL VENCE SUA SEGUNDA ETAPA E ASSUME A LIDERANÇA

Classificação Geral



CAMINHÕES 44 (38 partiram)


RUSSO DMITRY SOTNIKOV CORRE PARA O PRIMEIRO TÍTULO

Com 5 vitórias em sete estágios, o trio do Kamaz#507 é o favorito. Esse é o seu retrospecto, após sete participações e dois vice: 2020: 4° (1 vitória); 2019: 2° (2 vitórias); 2018: 10° (1 vitória); 2017: 2° (1 vitória); 2016: 15°; 2015: 5°; 2014: 4° (1 vitória)


Classificação Geral:





OCORRÊNCIAS DO DIA

Vá em frente...

Hubert Auriol, tricampeão do Rally Dakar e uma das grandes lendas da corrida, morreu hoje aos 68 anos, em decorrência de complicações cardiovasculares, informa a publicação francesa Auto Hebdo Sport.‎ ‎Auriol foi o primeiro piloto a conseguir o feito de vencer o Rally Dakar nas categorias (motocicletas em 1981 e 1983 com BMW e nos carros em 1992 com Mitsubishi), algo que apenas Stéphane Peterhansel e Nani Roma foram capazes de alcançar nas 42 edições disputadas até agora.‎


Desde sua aposentadoria profissional, Hubert Auriol sempre permaneceu no ambiente dos Rallys. Por nove anos (1995-2004), foi o diretor do Dakar. Ele também foi um dos organizadores de "The Legend of Heroes" (rally-raid ligando Paris a Dakar apenas com Yamaha XT 500), mas também o Grande Rally da China.


Nascido na Etiópia, em Adis Abebaa, Auriol recebeu a Ordem Nacional de Mérito e a Legião de Honra em 1995 e entrou para o Hall da Fama da FIA em 2019.


SALVOS POR UMA CORRENTE

O dia foi de preocupação para os líderes do Dakar. STÉPHANE PETERHANSEL e EDOUARD BOULANGER tiveram que improvisar uma amarração do braço da suspensão do Mini Buggy #300 para chegar em segundo lugar na etapa.

SOFRIMENTO TAMBÉM PARA OS BRASILEIROS

GUIGA SPINELLI e YOUSSEF HADDAD tiveram trabalho extra no Mini#335 para garantir o 40º lugar na etapa. A dupla agora está em 16° na classificação geral. Em 15º outra dupla do Brasil, MARCELO TIGLIA GASTALDI e LOURIVAL ROLDAN no bonito e veloz Century #358


CAVALEIROS SOLITÁRIOS

FIM DA LINHA

O piloto francês Pierre Cherpin sofreu um grave acidente na etapa 7 do Rally Dakar ao cair no quilômetro 178. Como resultado, sofreu traumatismo craniano e foi transferido para um hospital em Sakaka. Cherpin de 52 anos, ( 3 participações no DAKAR) está em coma induzido, de acordo com informações da France TV, após uma operação para reduzir um hematoma em seu cérebro, também sofre um afundamento do tórax e uma costela fraturada.


Ele está inscrito na categoria Original, sem assistência mecânica entre as etapas, sem dúvida a mais difícil das que participam da corrida.


É o segundo acidente grave que ocorre nesta edição. O primeiro aconteceu também nas motos, durante a quarta etapa o piloto indiano CS Santosh sofreu um forte golpe na cabeça em decorrência de uma queda e também teve que ser induzido ao coma, embora não tenha necessitado de nenhuma intervenção cirúrgica.


Pierre Cherpin é empresário que gosta de aventura. Experiente velejador e motociclista afirmou antes da largada: “"Sou amador, não vou lá para ganhar ou subir aos pódios, mas para viver uma aventura, para descobrir paisagens que eu nunca teria tido a oportunidade de ver. Em 2015 na Bolívia, eu passei muito frio, sofri muito. Mesmo que eu tenha decidido ir embora, eu sai pensando: "O que você está fazendo aqui?" Só que tudo é emocionante: andar de moto, viver sua paixão e participar desse evento que é diferente de qualquer outro. No Dakar, todos se conhecem, se ajudam, pois precisam de muita força mental para manter a cabeça fria para chegar ao final. Eu já tenho um pouco de dor de estômago, mas parece que tem um negócio: você nunca tem certeza do dia seguinte e tem que se adaptar constantemente às incertezas. E então a atmosfera e a solidariedade, especialmente com na categoria Original Motul, tudo isso dá muita coragem à vida cotidiana”.

Ele ocupava a 22ª colocação na classificação, entre os 29 que largaram na Original.

PIT STOP  EDIÇÃO DIGITAL
maio/2021
PitStop#32.png
REVISTAS -  Capas
2017-2021
Logo_PitStop_ ok.jpg

Jornal PIT STOP produzido no Rio Grande do Sul onde circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim da edição passamos a produzir a partir de 2017 a Revista NEWS / Jornal PIT STOP digital, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

 

Redação e edição: Paulo Torino 

paulo_torino@yahoo.com.br

Mercedes 300SEL AMG #35_Red Sow_SPA 1971

Conheça o artista 

Roberto Muccillo