F1: GP Rússia

10ª Etapa - Sochi


O primeiro GP da Rússia aconteceu no dia 12 de outubro de 2014, apenas oito dias após a tragédia do GP do Japão. A vítima do terrível acidente em Suzuka, Jules Bianchi ainda estava entre a vida e a morte no hospital Yokkaichi.

Dois dias antes da corrida, as circunstâncias da tragédia criaram uma polêmica até hoje não resolvida. Na sexta-feira, 10 de outubro, o presidente da FIA Jean Todt e o diretor da corrida Charlie Whiting declaram: “as autoridades estão isentas de todas as responsabilidades. De acordo com a Federação, “Jules Bianchi cometeu um erro e por isso foi parar fora da pista”, colidindo com no trator que fazia o regate do Sauber de Adrian Sutil. “Nenhum incidente técnico estaria envolvido no desastre”, declararam.

A chegada da Fórmula 1 na Rússia era um desejo antigo Bernie Ecclestone, desde 1983 o então presidente da FOCA, tentava organizar um Grande Prêmio da URSS. As negociações foram retomadas nos anos 2000 com o retorno à estabilidade política na Rússia e o contrato foi assinado em 2010. A nova pista é projetada por Hermann Tilke serpenteando o novo Parque Olímpico na cidade turística de Sochi, nas margens do Mar Negro. O resultado não é muito entusiasmante. O circuito assemelha-se ao de Abu Dhabi ou ao traçado urbano de Valência, um falso circuito urbano, com grandes áreas de escape de asfalto.

O sol brilhou cedo na costa do Mar Negro e a novidade estava diante dos olhos de 55.000 espectadores. Quinze minutos antes do início, os 21 pilotos se aglomeram ao redor de Jean Todt, Bernie Ecclestone e o vice-primeiro-ministro russo Dimitri Kozak para ouvir o hino russo, depois, em círculo por alguns momentos minutos, fazem silêncio como sinal de apoio a Jules Bianchi. Em seguida, Todt, Ecclestone e Kozak se juntam ao camarote oficial onde está Vladimir Putin para assistir o Grande Prêmio.

Na pista dois pilotos russos na pista. Sergey Sirotkin, aos 19 anos guiou pela primeira vez o Sauber nos treinos livres para os flashes dos fotógrafos. Na corrida, Daniil Kvyat, com Toro Rosso, largou em quinto naquele domingo.

Lewis Hamilton dominou a corrida desde a primeira curva e após 53 voltas venceu com 13s657 de vantagem sobre Nico Rosberg, segundo com Mercedes e Valtteri Bottas, completou o pódio guiando o Williams.

ESTATÍSTICAS 2014-2019


GPs disputados: 6



Vitórias:

HAMILTON Lewis 4

ROSBERG Nico 1

BOTTAS Valtteri 1

Poles:

ROSBERG Nico 2

HAMILTON Lewis 1

VETTEL Sebastian 1

BOTTAS Valtteri 1

LECLERC Charles 1

Pódios:


HAMILTON Lewis 5

BOTTAS Valtteri 4

VETTEL Sebastian 3

ROSBERG Nico 2

RAIKKONEN Kimi 2

PEREZ Sergio 1

LECLERC Charles 1

Fonte: STATSF1

Revista Digital
COnews#30.png
Logo_PitStop_ ok.jpg

* Jornal PIT STOP foi produzido no Rio Grande do Sul e circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim do Jornal impresso passamos a produzir, a partir de 2017, a Revista digital corridaonlineNEWS, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

Editor e redator corridaonline

 

paulo_torino@yahoo.com.br

Todas Capas
2017-2020

Conheça o artista 

Roberto Muccillo

Logo Corrida_anunario.png

© 2000 - 2018 corridaonline

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now