F1: GP Silverstone

O QUE ACONTECEU?


CORRIDA SPRINT E O GP


Então, a primeira experiência de qualificação de sprint da Fórmula 1 foi um sucesso? O formato não é um consenso e tudo que aconteceu em Silverstone neste final de semana será amplamente avaliado, garantem os CEO da F1. "Acho que uma das coisas que todos vimos no sábado é que um piloto de corrida é um piloto de corrida", disse Ross Brawn, que está na F1 desde 1991. Para o engenheiro que já trabalhou com os maiores pilotos da era moderna, e acumulou uma fortuna de mais de 100 milhões de libras, a conclusão que chegou em 17 de julho de 2021 foi: "Eles nunca vão ter calma”, se referindo ao desempenho dos pilotos nas 17 voltas da prova inaugural da corrida Sprint.




Já para Toto Wolff, outro dos principais incentivadores das mudanças concluiu: "Acho que é divertido para as multidões nos autódromos, mas eu não vejo isso em todas as corridas.", disse o austríaco. O dirigente que está no negócio das corridas desde 1992, quando estreou como piloto no campeonato Australiano de Formula-Ford, já assistiu de tudo. De lá até chegar na chefia da Mercedes conversou muito, negociou e argumentou para ganhar com seu trabalho mais 8 milhões de euros, (2 milhões reais), todos os meses.











No entanto, a maior controvérsia ainda é a questão da pole, e de seu registro como dado histórico, que foi alterado como critério com a introdução da corrida Sprint. Estará o nome de Lewis Hamilton junto com os 101 pilotos que fizeram a pole-position em 1044 GPs, nestes 71 anos da Fórmula 1.? E a vitória de Max Vertappen, onde estará escrita?. ‘Até nisso a F1 e a FIA estão abertas a mudar’, garante Brawn, e argumenta: "Acho que não podemos ser retidos pela história. Quero dizer, precisamos respeitar a história, mas nunca devemos ser detidos pela história."





55° GP SILVERSTONE




O GP SILVERSTONE


A RIVALIDADE SERÁ ETERNA



O GP de Silverstone de 2021 acabou antes da primeira volta, de forma injusta e justificável. Verstappen não aceitou ser ultrapassado por Hamilton, bateu e ficou fora da corrida. A imagem foi repetida uma centena de vezes, o piloto britânico agiu com legalidade, não alterou sua trajetória e nem mesmo defendeu sua posição, inclusive tinha vantagem na trajetória da curva. Nenhum dos dois tirou o pé - Bateu!.


A corrida foi interrompida com bandeira vermelha, veio o julgamento e Hamilton foi punido com 10 segundos, aplicado logo após a nova largada.


Os julgamentos:


“Observei agora algumas vezes e para mim, se isso não é um incidente de corrida, nada é. Falámos muitas vezes em deixar os pilotos correr nas primeiras voltas para beneficiar os fãs, e penso que foi isso que aconteceu ali. Para mim foi 50 a 50. Max podia não ter desviado como fez e Lewis poderia ter ido mais para a direita, mas para mim foi 100 por cento um incidente de corrida” disse (Otmar Szafnauer, chefe de equipe da Aston Martin).


“Vimos um nível de atitude por parte do Lewis que já não víamos há algum tempo. Lewis estava muito atento ao ataque e Max teria sentido que Lewis não ia desistir. Mas ele tinha de virar a Copse. Penso que isto é um alto nível de disputa e ataque de Lewis, infelizmente ele manteve-se por dentro e pensou mesmo que Max ia levantar o pé, o que ele não fez. Vou um pouco pela via do incidente de corrida, mas não consigo ver Lewis escapar a uma penalização. Ele podia ter levantado o pé na Copse, foi uma manobra muito ambiciosa e as consequências foram bastante graves”, avaliou (Damon Hill, na cobertura da SKYSport).

“ Foi comportamento negligente e perigoso do Hamilton”, disparou (Helmut Marko)





A VINGANÇA DO REI


A terceira corrida em Silverstone recomeçou às 15h42, (hora local) e seu desfecho foi memorável, digno de filme de ficção, assistido ao vivo por Tom Cruise e Harrison Ford, dentro do box da Mercedes.


A Ferrari de Leclerc partiu em primeiro e abriu quase dois segundos de vantagem até a 28ª volta, quando Hamilton (2º) cumpriu a penalização de 10 segundos, durante a troca de pneus. Retornou em 4º lugar, +33s648, distante o líder, Leclerc. Faltavam 24 voltas para o final.


- 15 voltas








- 10 voltas


Com as imagens da TV geradora mostrando as disputas intermediárias, foi assim durante toda a corrida


- 5 voltas






- 2 voltas


Hamilton ultrapassa Leclerc




RESULTADO FINAL:






“É duro. Dei tudo neste final de semana trabalhando para encontrar o melhor desempenho e estou muito orgulhoso. Tento sempre ser seguro quando me aproximo do Max, ele tende a ser agressivo e hoje, eu estava completamente ao lado dele e ofereci o espaço. Concordando ou não com a penalização, engoli e continuei a trabalhar. Não deixei que nada se colocasse no caminho para vencer”.





Quanto a Max Verstappen, saiu de Silverstone para um 'check up' no hospital depois da pancada de 51 G e irá dormir sobre a coroa de louros conquistada no sábado. Um pesadelo, eterno.





LEWIS HAMILTON


276 Grand Prix

5 equipes

2 construtores

1 motor

15 modelos de carro

99 vitórias (35.87 %)

100 pole position (36.23 %)

56 voltas mais rápidas (20.29 %)

172 pódios (62.32 %)

26 não terminou (9.42 %)

3 955 pontos

De Portugal: Paulo Torino

PIT STOP - EDIÇÃO DIGITAL #38
Novembro 2021
PT#38.png
CAPAS PIT STOP  - digital
2017-2021