F1: O gerador de problemas

Afinal o que é o MGU-H que a F1 quer eliminar em 2025



Em junho de 2020, o site da F1 já explicava como funcionava o famigerado sistema MGU-H, que hoje é o responsável pela falta de emoção dos motores. A reportagem falava da inovação como “um dos dispositivos mais complexos da F-1 e justificava o compromisso da Mercedes – “ pela primeira vez – adaptar a tecnologia para uso em seus supercarros Mercedes-AMG aplicando-a nos modelos de produção ”, explicando.


O MGU-H – Motor Generator Unit-Heat – é um dispositivo que pode recuperar ou armazenar energia do turbocompressor em um carro de F1. Ele usa os gases que giram a turbina do turbocompressor para produzir eletricidade.

Veja na figura como funciona:


Foi desenvolvido pela primeira vez para a atual geração de unidades de potência V6 de 1,6 litros trazidas para a F1 em 2014 – e essa mesma tecnologia seguiu seu caminho para as estradas nos modelos Mercedes-AMG, na forma de uma inovação chamada "turbocompressor de gás de escape elétrico", desenvolvido em conjunto com o fabricante turbo Garrett Motion.


Pois é essa maldição que aniquilou com a emoção dos motores da F1, deixando-os ‘mais silenciosos’ e menos barulhentos.


Agora, sai do resultado da reunião da Comissão da categoria, realizada na última quinta-feira (11) a promessa que sua próxima geração de unidades de potência, que devem ser introduzidas em 2025, serão "poderosas e emocionantes".

Como os detalhes específicos do regulamento ainda vão levar um tempo até serem determinados, as equipes e chefes da F1 chegaram a um acordo para ‘anunciar’ alguns conceitos que o novo motor deve ter. São eles:


1 - Sustentabilidade ambiental e relevância automotiva e social


2 - Combustíveis 100% sustentáveis


3 - Criar uma unidade de potência poderosa e emocionante


4 - Redução significativa de custos


5 - Atratividade para obter novas montadoras


Resta saber se o desejo por um motor "emocionante" se tornará realmente realidade, sepultando definitivamente as justificadas críticas que os fãs fazem sobre os atuais modelos turbo híbridos.


Fonte: F1.com/MotorSport

Edição Digital
12 HORAS (1962-2020)
12 Horas atualizado 2020.png
REVISTAS -  Capas
2017-2021

Logo_PitStop_ ok.jpg

Jornal PIT STOP produzido no Rio Grande do Sul onde circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim da edição passamos a produzir, a partir de 2017, a Revista digital NEWS publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

 

Redação e edição: Paulo Torino 

paulo_torino@yahoo.com.br

Conheça o artista 

Roberto Muccillo

CORRIDAONLINE -  Redação, Bergamo - Itália

© 2000 - 2018 corridaonline

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now