Fatos & histórias - GP Portugal

A italiana MARIA TERESA DE FILIPPIS correu três GPs em 1958 e viveu 89 anos, falecendo em Bergamo, Itália, no dia 9 de janeiro de 2016. Seu melhor resultado foi um 10º lugar, em Spa, aos 38 anos.


1958 - O primeiro GP disputado nas ruas do Porto contou com a participação de 18 competidores e apenas dois completaram as 50 voltas previstas. Stirling MOSS – Vanwall venceu com 5 minutos e 12 segundos de vantagem para Mike HAWTHORN – Ferrari. O GP contou com a presença feminina de Maria Teresa De FILIPE, que completou apenas 6 voltas e abandonou a prova depois de falhas no motor de sua Maserati.


1984 – A última etapa do campeonato é disputada no reformado circuito de Estoril. Ainda em obras quando os F1 andam na sexta-feira, a pista apresenta alguma irregularidade e muito desgaste dos pneus. Na equipe McLaren estão todas as atenções da imprensa. Lauda com (66 pts) lidera o campeonato com Prost logo atrás (62,5 pts). Com o título sendo decidido naquele final de semana, os pilotos rivalizam dentro e fora da pista. Niki Lauda se hospeda no hotel Sintra d'Estoril e Prost vai para o exílio num luxuoso clube imobiliário de 800 hectares. Ele está rodeado por Jean-Pierre Jabouille, Jacques Laffite, Mansour Ojjeh, seu amigo o produtor Norbert Saada e suas respectivas esposas. Prost aparece relaxado, cheio de vitalidade, longe da tensão que o monopolizou o ano anterior. Colocado na posição de desafiante, não tem muito a perder. Ele é de fato o novo número um da McLaren. “O futuro sorri para ele”, escrevem os jornalistas.

• Na primeira sessão de treinos livres na sexta-feira, a chuva provoca o primeiro acidente, com Berger batendo forte e causando ferimentos em um comissário. No sábado, Piquet surpreende com um melhor acerto no carro é registra a primeira pole no Estoril, a nona daquele ano, batendo o recorde que pertencia a Ronnie Peterson e Niki Lauda com 8 poles na temporada.

• A vitória é de Alan Prost, mas quem festeja o título é Niki Lauda o segundo colocado. No pódio Ayrton Senna pilotando o Toleman é terceiro.


1985 – A memorável primeira vitória de Ayrton Senna guiando Lotus Renault #12 sob imensa chuva no Estoril. Neste dia nasceu o título “Magic Senna” quando Peter Warr, Gérard Ducarouge, pulam de alegria para cumprimentar Senna. O brasileiro de 25 anos vencia um dos mais difíceis GPs da história da Fórmula 1.


O 'rei da chuva' dá a primeira para a equipe Lotus desde a morte de Colin Chapman. Além disso, é o primeiro sucesso do motor Renault desde o Grande Prêmio da Áustria em 1983. Ele quebrava a sequência de oito vitórias consecutivas da McLaren-TAG-Porsches desde o GP da Inglaterra de 1984.

1986 – Ano que Bernie Ecclestone autorizou o organizador César Torres a reduzir os preços dos ingressos do GP de Portugal para atrair multidões. O objetivo foi alcançado e 30.000 espectadores estiveram presentes no autódromo para assistir a vitória de Mansell. Senna (Lotus-Renault) foi pole, mas as Williams eram praticamente imbatíveis e o brasileiro terminou em quarto, atrás de Prost (2º McLaren-Porsche) e Piquet (3º Williams-Honda).

1987 – Foi a 28ª vitória de Alain PROST (novo recorde) - 1ª pole position para Gerhard BERGER;

O 50º Grande Prêmio para Jonathan PALMER; 50º Grande Prêmio para Martin BRUNDLE e o

100º Grande Prêmio para Andrea De CESARIS. No Estoril a McLaren comemorava a 55ª vitória a 25ª e última do motor TAG-Porsche.

1988 – A F1 iniciava a temporada com dois motores – Turbo V6 e Aspirados V8. Dia que Ivan Capelli liderou o primeiro GP da sua vida e provavelmente poderia ter conquistado a vitória, não fossem os V6-Turbo - Honda. "Esta vitória na categoria atmosférica me satisfaz totalmente", disse o italiano, que pilotava um carro com motor Judd V8. “Mas se o professor quisesse, eu poderia ter vencido meu primeiro Grand Prix”, lamentou, ao lado do Leyton House-March/Judd, um carro que contava com um excelente projeto do então jovem engenheiro Adrian Newey.

1989 – Mesmo após receber bandeira preta, Mansell bate roda com Senna tirando a vitória do brasileiro. Depois da corrida Jean-Marie Balestre convoca Fiorio e Mansell aos comissários. Autoritário, o próprio presidente da FISA aplica uma corrida de suspensão a Mansell e multa de 50 mil dólares ao piloto inglês, que protesta garantindo que não viu a bandeira e que Fiorio não lhe transmitiu a informação...

1990 – O GP de Portugal quase não aconteceu devido um litígio entre o estado e os proprietários do circuito do Estoril que pretendiam construir um complexo de lazer à sua volta. Mas o promotor da prova, Alfredo César Torres, foi nomeado secretário de Estado do Turismo do governo Aníbal Cavaco Silva e a situação foi resolvida. O circuito foi comprado pelo Estado e o parque foi construído.

1991 – Vitória de Riccardo Patrese, a quinta na carreira, a 50ª vitória da Williams e 30ª do motor Renault.

1992 – A vitória colocava o nome de Nigel Mansell em mais um capítulo das estatísticas da F1. O inglês chegava a nona vitória em 1992 e assim batia o recorde de conquistas no mesmo ano estabelecido por Ayrton Senna em 1988. Na corrida Patrese bate forte na reta dos boxes.



1993 - Na sexta-feira, 24 de setembro, Alain Prost convoca a imprensa após a primeira sessão de qualificação para anunciar que se aposentará no final desta temporada. A notícia assombra os jornalistas e o mundo da F1. Ainda restavam duas etapas para o final da temporada (GP Japão e Austrália), no ano que o francês comemorou o quarto título na F1, após 7 vitórias e 99 pts, Senna foi vice com 73 pts.


Michael SCHUMACHER festejava a segunda vitória na F1, o 50º pódio para Benetton.

• 1994 – O GP de Portugal foi um caso de polícia. Na sexta-feira a equipe Ferrari ficou trabalhando até tarde em seu box. Já passava das 21h45 quando os técnicos e mecânicos (incluindo o engenheiro Luigi Mazzola) completaram o trabalho e com alguns companheiros de Ligier e Benetton, eles se preparam para sair do circuito quando percebem que a porta da frente, pela qual passaram naquela manhã, está trancada. Ao invés de pegar outra passagem, eles decidem forçar a passagem e quebraram a porta. Alertados pelo barulho, os policiais portugueses rodearam o autódromo e os funcionários da Ferrari são presos pelos militares. Na delegacia, após rápida intervenção de Jean Todt, são libertados, mas a polícia portuguesa envia por fax cópia dos passaportes confiscados para a FIA. No sábado, os comissários esportivos do evento, aplicam a sanção: a equipe é multada em 50 mil dólares, suspensão do Grande Prêmio e mais três corridas de penalidade. O presidente Luca di Montezemolo convoca a imprensa e faz uma forte declaração ameaçando retirar imediatamente os carros de (Berger e Alesi ) do GP e retornar a Maranello. Max Mosley e Bernie Ecclestone intervêm e com diplomacia conseguem apaziguar o dirigente italiano e reverter a situação... Na corrida, Berger andará apenas 7 voltas até a caixa de câmbio quebrar e Alesi abandonará a prova na 38ª volta após colisão. A vitória foi de Damon HILL.


1995 – Em 95 Bernie Ecclestone volta a ter trabalho diplomático em Portugal. Michael Schumacher e Damon Hill, os dois candidatos ao título estão sob a ameaça de uma corrida de suspensão após na sequência dos incidentes nos dois GPs anteriores e Ecclestone lança o alerta: “Se eles quiserem continuar assim, tudo bem para mim, mas eu aviso que terão que arcar com as consequências. Eles podem ter problemas sérios, ferir-se e até suicidar-se. Talvez a FIA devesse tomar medidas mais duras!”, sugeria o dirigente. Coulthard ganha a corrida, Shumacher e segundo e Hill o terceiro. O campeonato de 95 termina com o alemão Michael Schumacher, campeão pela equipe Benetton, o britânico Damon Hill, da Williams é vice-campeão.


A prova de 95 é marcada pelo forte acidente entre Luca Badoer e o Tyrrell de Ukyo Katayama


• 1996 – Damon Hill agora tem outro adversário - Jacques Villeneuve, seu companheiro de equipe na Williams. A guerra psicológica está armada e o inglês terá que lutar muito para derrotar o canadense e festejar finalmente o título de campeão Mundial F1. No GP de Portugal, o penúltimo da temporada Hill faz a pole, mas é Villeneuve quem vence. No Japão a situação se inverte. Villeneuve#6 é pole, Hill vence e festeja o título.

• 2020 – O GP de Portugal não estava no calendário, mas a pandemia Covid-19 alterou os planos, cancelou GPs e Portugal se candidatou a data de 25 outubro que estava destinado ao GP dos EUA. Vinte e quatro anos depois, a luz verde voltará a acender no grid do Estoril.



Fonte:STATSF1

Pesquisa: Paulo Torino

Revista Digital
COnews#30.png
Logo_PitStop_ ok.jpg

* Jornal PIT STOP foi produzido no Rio Grande do Sul e circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim do Jornal impresso passamos a produzir, a partir de 2017, a Revista digital corridaonlineNEWS, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

Editor e redator corridaonline

 

paulo_torino@yahoo.com.br

Todas Capas
2017-2020

Conheça o artista 

Roberto Muccillo

Logo Corrida_anunario.png

© 2000 - 2018 corridaonline

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now