top of page

Noite gloriosa

Foi encontrado, no Porto, o corpo moribundo do Benfica. O crime: atropelamento e fuga “

 – Essa foi uma das manchetes da crônica esportiva portuguesa para descrever a goleada do Porto 5X0 sobre o  Benfica, domingo passado. O futebol diverte o povo.


Noite de sexta-feira lá nas Arábias, onde o povo possui pouca importância, a F1 voltou a ser relevante, emocionante, imprevisível e perigosa. 


Quando a Ferrari anunciou que Carlos Sainz não correria o GP da Arábia Saudita e que seria submetido a uma cirurgia de apendicite o paddock ficou mais agitado. No fundo do box do carro 55 já estava vestido de piloto um jovem britânico chamado Oliver Bearman. Ele nasceu em 15 de fevereiro de 2005 em Guildford, Surrey, Reino Unido e em instantes estaria acelerando no terceiro Treino Livre na Fórmula 1, o primeiro com uma Ferrari, depois dos dois realizados na temporada passada com a Haas (motor Ferrari) no México e em Abu Dhabi. Isso é o que se sabia naquele momento.

Quando inicou a sessão e o nome de Bearman apareceu em primeiro na tabela de tempos, os locutores e comentaristas da TV abriram um sorriso e passaram a consultar os livros de estatísticas: “ Bearman já ganhou vários títulos de kart antes de disputar duas temporadas no Campeonato ADAC F4 e o Campeonato Italiano de F4, onde conquistou o título em ambas as categorias. Atualmente ele faz sua segunda temporada na F2 e é um dos candidatos ao título ”, afirmaram enquanto as imagens mostravam o Ferrari nº 38.

Ele terminou a sessão Livre em 10ª, logo atrás de Hamilton e apenas 0s698 do melhor tempo de Leclerc, o segundo colocado. Dentro do box os aplausos da equipe...


No automobilismo essa é a primeira vitória de um piloto e Bearman sabe muito bem disso. “ Ele é o terceiro piloto mais jovem da história na F1, faz sua estreia com 18 anos e 10 dias e já mostra um excelente trabalho, vamos ver do que ele é capaz! ”, disse o comentarista da SportTV portuguesa.

Leclerc sentiu o golpe e tratou de acelerar. Levou o carro para a terceira colocação e logo em seguida registou o tempo que lhe garantiu o segundo lugar na sessão de classificação.




Oliver Bearman não conseguiu passar ao Q3, mas foi o melhor dos outros terminando a classificação em 11º e irá largar ao lado de Hamilton.

Um dia glorioso para qualquer piloto. Uma noite inesquecível para Oliver Bearman.

- Assim foi a minha estreia na Fórmula 1.

A Fórmula 1 voltou a divertir o povo.  

 

De Portugal: Paulo Torino


Yorumlar


PS 65 (Copy).jpg
anuario (Copy).jpg

Anuário 2023

bottom of page