Um escritor de sentimentos

O psicólogo nos entende e alivia nossas culpas, Mat Oxley, escreve e interpreta o que sentimos nas corridas – e ele sabe como ninguém dizer o que isso significa...




MotoGP: quanto mais perto a corrida, mais perigosa ela se torna


Mat Oxley


A morte de Jason Dupasquier em Mugello foi a quarta fatalidade da MotoGP em dez temporadas e meia. Por que é o que continuamos fazendo isso?


Há poucos esportes mais cruéis do que corridas de motocicletas. Então por que fazemos isso?

A maioria das pessoas fará qualquer coisa para evitar arriscar suas vidas. Os motociclistas alegremente se colocam na linha de fogo, porque adoram a euforia do movimento rápido a briga pelo espaço e porque amam a sensação de se empurrarem ao limite.


O que torna as corridas de motocicleta diferentes da maioria dos esportes é que cada vez que um piloto sai na pista ele ou ela sabe que o pior pode acontecer. Literalmente. Assim, eles constantemente lutam aquela batalha interna de se colocar na linha do limite.


Mas por quê? Porque é isso que eles são. Se alguém te disser que os corredores de moto estão loucos, diga-lhes que a maioria dos pilotos seria mais louca sem aquela terapia regular dos ruídos primitivos de domingo à tarde.


Talvez surpreendentemente, muitos artistas sentem o mesmo sobre seu trabalho – fazer o que fazem para salvá-los de si mesmo. Como diz a cantora e compositora Sinead O'Connor: "A única razão para fazer um álbum é porque você vai enlouquecer se não fizer isso".


Os pilotos não correm porque gostam do perigo, correm porque gostam do desafio de dançar à beira do precipício, usando sua habilidade, ousadia e inteligência para evitar mergulhar no abismo. Esse é o sentido.


O astro de Hollywood é como o talentoso motociclista e Steve McQueen tinha sua própria maneira de dizer isso: "torcer a cauda do tigre". Em outras palavras, você irrita o tigre, pede problemas e então usa tudo que tem para que ele saia de lá.


A diversão está na fuga – assumindo todos os tipos de riscos durante a corrida, e lidando com esses riscos melhor do que ninguém, então brilhando no sentido de alívio e realização após a bandeira quadriculada.


...


LEIA O TEXTO ORIGINAL



Piloto, Mat é um vencedor da Ilha de Man TT e recordista de voltas. Como um escritor, ele está nisso desde o final dos anos 1980 e escreveu biografias aclamadas de Valentino Rossi e Mick Doohan – além disso, ele é também um comentarista premiado. Escreve semanalmente no site da MOTORSPORT e é colunista da revista mensal.

PIT STOP  EDIÇÃO DIGITAL
maio/2021
PitStop#32.png
REVISTAS -  Capas
2017-2021
Logo_PitStop_ ok.jpg

Jornal PIT STOP produzido no Rio Grande do Sul onde circulou mensalmente durante 24 anos, sempre entregue gratuitamente nos autódromos gaúchos entre 1993 e 2017. 

Com o fim da edição passamos a produzir a partir de 2017 a Revista NEWS / Jornal PIT STOP digital, publicada aqui no site mensalmente.

O www.corridaonline.com.br existe desde 2000 e foi pioneiro nas transmissões AO VIVO de imagens e áudio no Brasil em corridas de automobilismo.

 

Redação e edição: Paulo Torino 

paulo_torino@yahoo.com.br

Mercedes 300SEL AMG #35_Red Sow_SPA 1971

Conheça o artista 

Roberto Muccillo