top of page

TM1

20 ANOS

Foi no dia 14 de dezembro de 2003, que o sonho de correr com uma réplica do TOYOTA GT ONE, se tornou realidade.

Paulo Torino e Rogério ´Alesi´ Donelli, ao volante, antes da primeira volta em Tarumã


Tudo começou em uma oficina na zona sul de Porto Alegre, quando dois amigos colocaram em prática uma ideia e um projeto. Utilizado uma fotografia e uma miniatura do protótipo que correu em Le Mans, foi finalizado após 347 dias de trabalho.
Batizado de TM1, uma alusão aos nomes Paulo Torino e Leandro Maggenti, o protótipo tinha como base um chassi Muffato, que foi desmontado e remontado sobre uma estrutura tubular. Tudo com as mesmas dimensões da fórmula. O primeiro molde da carroceria foi feito em madeira, para obter a semelhança do protótipo, que competiu nas 24 Horas de Le Mans em 1999.




O carro ficou pronto na tarde da quinta-feira, dia 11, véspera das 12 Horas e dali partiu diretamente para Tarumã. Vistoriado e aprovado pelos comissários da FGA, o carro andou pela primeira vez naquela noite e antes de completar a primeira volta, com o piloto Eduardo ´Satinho´Espírito Santo, teve um princípio de incêndio na curva 9. A rápida intervenção dos bandeirinhas evitaram a perda total do carro, que retornou aos boxes rebocado e completamente coberto de pó químico. Uma mangueira de freio, jogou óleo sobre o motor VW 1.6, provocando o incêndio.
Após uma revisão o carro voltou a andar ainda naquela noite e classificou para a largada das 12 Horas com o Rogério ´Alesi´Donelli ao volante (foto).


Na corrida, Torino, Satinho, Donelli e Maggenti completaram 325 voltas, cruzando a linha de chegada no domingo para a alegria de toda a equipe.


A 12 Horas de 2003 foi vencida pelo quarteto Juliano Moro/Luis Paternostro/Guiliano Losacco e Xandinho Negrão e foi válida pela 5.ª etapa do campeonato brasileiro de Endurance. O MCR/Turbo #9 completou 526 voltas, e marcava uma nova era para a tradicional prova no autódromo de Tarumã, com a utilização dos motores turbo.


A prova contou com 42 carros, com o protótipo vencedor largando na pole depois de registrar o tempo de 1:07.208 (161,50 Km/h média).

O TM1 fez sua melhor volta na prova em 1:19.101, com Donelli ao volante nas primeiras horas da madrugada.


Além das 12 Horas, o carro participou e completou mais uma prova: 500 KM Tarumã em 2005, com Leandro Maggenti, Luiz Paré e Paulo Torino ao volante (na foto).


Hoje, o TM1 é uma obra de arte. A pintura, feita na Itália, no mês passado, pelo artista Roberto Muccillo, será em breve, presenteada ao irmão piloto, no Natal deste ano!



コメント


PS 65 (Copy).jpg
anuario (Copy).jpg

Anuário 2023

bottom of page