top of page

Stock 45 anos

Stock Car 

45 ANOS - OS RECORDES QUE PODEM CAIR

 

Com mais de 300 provas a categoria completa 45 anos em abril

 

 

O momento em que a Stock Car Pro Series abrir oficialmente a temporada 2024, no fim de semana de dois e três de março, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), representará também a contagem regressiva para a quebra de recordes e marcos importantes para pilotos ou para a própria categoria.



 

Superado apenas pelo lendário e doze vezes campeão da Stock Car, Ingo Hoffmann (17), Paulo Gomes (22) é o segundo piloto na história da categoria com mais vitórias (40) e pódios. Mas o não menos icônico Paulão pode ser superado por pilotos que, na época em que o mineiro radicado em Ribeirão Preto encerrou sua carreira, eram chamados de “babyssauros”.
Com 39 vitórias na Stock Car, Thiago Camilo está a um triunfo de igualar a marca de Paulo Gomes e novamente fazer história no automobilismo brasileiro. Cacá Bueno e Ricardo Maurício, ambos com 37 primeiros lugares, também podem superar Paulão. Já o tricampeão Ricardo Maurício soma 89 pódios na Pro Series e está a apenas dois de empatar com Gomes na estatística.
Em 2023, dois pilotos romperam a barreira das 300 corridas disputadas na Stock Car: Allam Khodair e Ricardo Maurício. Nesta nova temporada, contudo, mais cinco pilotos podem alcançar a marca tricentenária: Daniel Serra (atualmente com 296 largadas), Marcos Gomes (291), Átila Abreu (285), além de Julio Campos e Ricardo Zonta (ambos com 278).
Dono de dois títulos da Pro Series, Gabriel Casagrande chega a 2024 como atual campeão e com a possibilidade de se converter no mais jovem tricampeão da Stock Car. Se conquistar a taça na Super Final desta temporada, marcada para 15 de dezembro, em Interlagos, o paranaense alcançará o feito com 29 anos, nove meses e 26 dias. Jamais outro piloto foi tricampeão da categoria antes dos 30 anos.
 
O Rio Grande do Sul também vai atingir 100 corridas na Stock Car. Até o momento, a competição realizou 99 largadas em solo gaúcho: 37 em Tarumã, 25 em Santa Cruz do Sul, 24 no Velopark e 13 em Guaporé. Portanto, a primeira prova da oitava etapa, no fim de semana de 7 e 8 de setembro, em Santa Cruz do Sul, representará a centésima corrida da categoria nos Pampas. Goiânia receberá sua prova número 80, enquanto Cascavel chegará a 30 largadas.
Ainda em 2024, Felipe Fraga e Rafael Suzuki completarão dez anos de suas estreias na Stock Car. Fraga, aliás, estreou vencendo e se eternizou como o mais jovem a triunfar na categoria, com apenas 18 anos, na Corrida de Duplas, disputada em Interlagos, em parceria com Rodrigo Sperafico. Por último, mas certamente não menos importante, no dia 22 de abril a Stock Car vai completar 45 anos de vida.
 

MARCOS QUE SERÃO ALCANÇADOS

45 anos de existência da Stock Car (dia 22 de abril)
300ª corrida de Daniel Serra, Marcos Gomes, Átila Abreu, Julio Campos e Ricardo Zonta
100ª largada da Toyota (será alcançada no Velocitta, 30 de junho)
100ª corrida no Rio Grande do Sul (Santa Cruz do Sul, 7 de setembro)
80ª largada em Goiânia
30ª prova em Cascavel
 

MARCAS AMEAÇADAS

Vitórias: Paulo Gomes é o segundo maior vencedor, com 40 primeiros lugares. Thiago Camilo (39 vitórias), Cacá Bueno (37) e Ricardo Maurício (37) podem ultrapassá-lo
Pódios: também segundo neste quesito, Paulo Gomes tem 90. Ricardo Maurício (89), Cacá Bueno (86), Thiago Camilo (82) e Daniel Serra (81) buscam superá-lo.
 

PRIMEIRA CORRIDA

 


Tarumã– 22 abril de 1979. A primeira quadriculada para Affonso Giaffone, o primeiro vencedor da Stock Car em todos os tempos, em prova realizada no Autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul.
 



(MUITAS) HISTÓRIAS EM TARUMÃ
 

 

A 10ª etapa do primeiro Campeonato Brasileiro de Stock Car, disputada em Tarumã no dia 14 de outubro de 1979, ficou conhecida como a Corrida do Dilúvio.

 

O Sanco contou assim:

 
´A figueira da imagem ajudou a identificar o local, que era a curva 3, encharcada pelo temporal que cobriu a cidade de Viamão durante a disputa da segunda bateria. Bateria que, na opinião dos pilotos, não deveria ter sido realizada naquelas condições. Logo após a primeira volta, o carro 30 de Reinaldo Campello (que aparece com o porta-malas aberto) derrapou numa poça d'água e ficou atravessado na pista. O 58 do Valtenir "Bolão" Spinelli o acertou em cheio e acabou jogando Campello contra o carro 10 de Ingo Hoffmann.


Os carros ficaram por alí mesmo até o final da bateria, vencida pelo 81 de Raul Boesel, que acabou ficando com a vitória na soma das duas provas. Em segundo ficou Alencar Junior com Paulo Gomes em terceiro. O líder do campeonato até aquela prova (que acabou ficando com Paulo Gomes), Affonso Giaffone, terminou em quarto, João "Capeta" Palhares em quinto e "Zeca" Giaffone, o pole position da corrida, fechou os seis primeiros, entre 15 concorrentes. Apenas um gaúcho participou da prova, o piloto de Arvorezinha, Armir Valandro, carro preparado pelo Cláudio Luz. O outro gaúcho que competiu em algumas provas daquela primeira temporada foi Júlio Tedesco com preparação feita pelo "Secretário".
 
BOCÃO DE ÓCULOS NOVO 


 
´Cezar Pegoraro também correu na Stock Car. Foi em Tarumã 1985. Aqui o registro do Renato Pastro que revirou o baú e encontrou a revista Auto Esporte que cobriu aquela prova. "Bocão" correu no terceiro carro da equipe Havoline Texaco com (65) e terminou numa ótima quarta colocação. Os outros dois carros eram o (62) e o (67). Acho que eram do Luiz Pereira e do Marcos Gracia. É isso mesmo?´ Escreveu Pastro ao Sanco.
 
 

STOCK NA SERRA GAÚCHA 



 




João Campos o primeiro piloto gaúcho vencedor na Stock

 

 

Fonte: Rodolpho Siqueira / Fernando Silva / Bruno Vicaria/Blog Sanco

Fotos: Arquivo Jornal PIT STOP/AGA/ACRGS/A Mil por Hora

27 fev. 14h13 - De Portugal: Paulo Torino

Kommentare


PS 65 (Copy).jpg
anuario (Copy).jpg

Anuário 2023

bottom of page